Marcadores

domingo, 18 de junho de 2017

ÚNICA PAIXÃO

Quanta saudade sentimos dos bons momentos, dos ganhos sem perdas,que se esvaem como fumaça expandindo em nosso caminho motivos e histórias que podemos relatar,ou que simplesmente guardamos na lembrança,bem lá no fundo da gaveta do coração...
Foi assim que te vi ainda menino, pela primeira vez,apertando os olhos em um espelho, e sem que me desse conta,deparei-me conversando contigo...
E todas as vezes,em todos os anos,quando nos víamos,a rua parava,o trânsito parava,e a vida se movimentava em câmera lenta para nós,éramos vítimas de uma situação extremamente tolhida...
Eu não sabia o que era a sinistra paixão,não sabia que ela invadia todos os nossos espaços,nossos poros,nossos pensamentos,e da mesma forma que nos punha felizes,nos punha em ignorância...
Todos os jovens que se vestiam como você,jeans,camiseta,tênis branco, óculos de sol,por muitos anos punham meu coração em sobressalto,traziam em minha mente tua imagem... 
Meus poemas tornaram-se acanhados,só sabiam falar de paixão, daquilo que me dominava,me comprimia dentro de um mundo cheio de imposições,ás quais eu seguia religiosamente,embora negasse qualquer possibilidade de consumação...
O tempo passou,e em decorrência disso; minha linha de conduta tornou-se frívola,desacreditada mudando radicalmente minha vida...
Hoje ainda me lembro, que jamais senti algo parecido,e mesmo naquela época eu imaginava que um sentimento daquele não foi feito para ser vivido,seria demais!
 Entendo e sou grata porque passaria eu pela vida,sem descobrir a intensidade de uma paixão,que me trouxe sonhos e também muito sofrimento,mesmo assim,considero esse fato como espetacular e único.