Marcadores

domingo, 18 de dezembro de 2016

SOMOS TODOS IGUAIS

O valor atribuído a cada pessoa, não está embutido naquilo que se possui, visto que quem de muito precisa para viver, obviamente, perante outros que vivem com tão pouco, torna-se um ser mais limitado...
Os momentos felizes demarcam nossa vida,nossa maneira de ser,nossos limites mais expandidos,mediante uma fé mais intensa,que nos torna,mais confiantes em nós mesmos...
Quando embasamos nossa vida em apenas ter, como status sociais, impossível encontrar a felicidade de maneira completa, pois o inconformismo da tenacidade, torna-se um vício, uma constante e quanto mais se tem, mais se vê necessidade de ter...
Mesmo porque,não temos um termômetro para avaliarmos,nossas amizades,se são pelo que somos,ou pelo que possuímos...
Admiremos as pessoas, que mesmo sendo abastadas, sendo abençoadas com muita prosperidade, mediante fortuna que possuem, esta não lhe sobe á cabeça,burlando-lhe a inteligência...
Porém, abominemos as pessoas que simplesmente,se valem apenas pelo que possuem,estas são ocas,sem nenhum conteúdo...
Somos todos iguais,tendo as mesmas necessidades físicas e espirituais,portanto para que haja desenvolvimento espiritual,necessitamos de mais humildade e reconhecimento,de que somos realmente,todos iguais...
Muito se fala em autoestima, esta precisa enfatizar que nos amamos do jeito que somos simplesmente, contudo, não podemos deixar de ser humildes,de reconhecermos que não somos mais do que os nossos,os que compõem as nossas proximidades...
Quando nossa fé nos permite, entendamos então, que Deus nos ama, assim como oramos e pedimos o melhor,Ele também, quer de nós,o melhor sempre,não reservemos á nossa crença,o que não serve para ninguém...
Quanto ao julgamento,está preso a um elo matematicamente embasado em julgar e ser julgado.
Se acreditarmos temos normas para seguir, e uma das atitudes que nos coloca em paz com a autoestima, se faz em nos respeitarmos a nós mesmos, precisamos ser claros éticos, transparentes,caso contrário,estaremos presos, sem a liberdade, que apenas a veracidade de ser, introduz em nossas vidas.