Marcadores

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

FINAL DO DIA

As humanidades corruptas mantêm a fúria desenfreada, comportamentos humanos,a se declaram eternos,quando olvidam serem infelizes acumuladores de incalculáveis fortunas ,porém  estas,jamais lhes acrescentarão um dia a mais sequer...
Muitos se colocam a favor do dinheiro e para ele vivem a vida inteira...
Os vícios, a gama pelo poder, os tornam cegos mediante a razão pela qual viemos a este mundo...
Mediante a grande oportunidade de poder fazer o bem á humanidade, permanecem ainda os pobres descriminados e toda essa falácia sobre preconceito, nada mais é do que puro engodo...
Quem pode mais, coloca o mundo em submissão aos seus pés, portanto, continua sendo o mais ínfimo dos meros mortais...
Ignoram o fato, de que somos aquilo que praticamos, e que no fim do caminho, final do enlaço, final da peça,somos quem nos aplaudimos ou desabonamos...
São nossos sentimentos que ora aflorados, ora enclausurados, dão ou não,  o aval de nossos atos.
Apenas um corpo para desfrutar das mais finas iguarias, porém com a mesma necessidade de outro corpo, nada mais além...
Assim também a se empenduricalhar de jóias, mansões, viagens, carros importados, contudo simultaneamente, jamais vai poder estar em mais de um lugar...
Grandes são aqueles que sobrevivem dentro da honestidade, do caráter, mesmo sendo ricos, ou pobres,degustam o verdadeiro sabor da conquista, do trabalho digno e honesto,sem jamais serem  desabonados em virtudes...Enquanto a corrupção continua sendo,um nome apenas, para ostentar fama, ou desagrado,portando uma vida frágil e finita, como a certeza do sol poente ao final do dia.