Marcadores

terça-feira, 17 de maio de 2016

PROVÍNCIA

Acredito, que precisamos ainda, caminhar muito, para chegarmos a um consenso, pois nossa sociedade, meio social de convivência, ainda não requer, que as mulheres possam ter capacidades semelhantes ás masculinas, ou até mais...
Vimos mulheres usando palavreados, para definir uma gestão sofrível, que passava por apuros, onde uma mulher sozinha tentava puxar e carregar um fardo enfadonho,onde milhares de pessoas torciam e aplaudiam as tentativas em vão,chamaremos isso de patriotismo?
O grande agravante sempre foi o problema social, a tentativa, e porque não dizer o sucesso de tirar famílias da miséria, do descaso, da desconfortável moradia, sem nenhuma condição de higiene e em suma saúde, colocando-as em uma moradia mais digna...
O plano bolsa família, que tem incomodado pessoas que acham,destes beneficiados se alimentam nossos onerosos impostos,então agora,acredito que existam milhares de pessoas satisfeitas,quando nossos figurões doutrinam com suas condutas,seus modos de vida,que a mulher depois de uma certa idade,precisa ser trocada por uma ninfeta,pois todas as Marisas estão em baixa agora,quando voltamos um pouco no tempo...Quem sabe não foi com o dinheiro de nossos impostos que um deles sustentou a amante no exterior e também educou o suposto,apenas suposto filho?
Assim,como na época quinhentista o Brasil ainda prova,em uma minoria abastada e provinciana,que nada mudou.
O bolsa família poderá ser trocada por onerosas bolsas de couro,e para ficar mais chique,intermináveis compras no exterior...
Aí sim,teremos do que nos orgulhar,mesmo porque,a fome pretensiosa,pode esperar sua vez...