Marcadores

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

SEMPRE VALE A PENA

Ele vai carregando o corpo,sempre mantendo-o ,em movimento, com ar de um campeão, que exibe sua habilidade,enfim,é o tempo e sua determinação contado em dias,horas,minutos e segundos.Ainda com aspecto meio jovial, mas marcado pelo tempo, esse senhorzinho vai conduzindo a vida, e toda vez que em passos cruzo com ele,exibe um sorriso do bom dia e
fortemente vai mudando seus passos travados dificultosos...
Entendemos a juventude como uma possibilidade da eternidade,quando vivenciando esta estamos,não nos passa pelo pensamento essa idéia de condição,de repente, o tempo nos dá o maior susto e nos deparamos com uma quantidade dele vivido,entendemos que precisamos desacelerar,e que não existe melhor idade,mas sim,o tempo da delicadeza...
O corpo exige e pede a esse senhorzinho, que caminhe mesmo com dificuldade ,mas que caminhe,pois dentro desse corpo existem segredos que poderão recondicionar a vida,restabelecendo e revigorando as passadas da caminhada da manhã...
Ao longo da vida este homem deve ter lutado bravamente,deve ter tido uma juventude em que tudo prometia,e portanto,bravamente mantém seus passos ativados todas as manhãs,sem a companhia de ninguém.Pois os limites humanos também são uma forma de vida,de empreendedorismo,de labor necessário ao funcionamento vital ,da vida,de uma engenharia perfeita,que quase ainda, não desvendada...
Os aparentes sinais de uns,podem funcionar como sinal de alerta para outros,de que a vida vale a pena,até o último instante.Sempre há tempo para tudo,uma reconciliação,a cura do perdão,a palavra de conforto,a síntese de toda forma de amor existente,pois este,significa o cerne a profundidade,a divisa do limite entre o humano e o divino...
Esse comprometimento com  a realidade dos dias,dos fatos,que esse senhorzinho exibe,é um raio de felicidade,pois ainda desta,resta muito:_O sabor das frutas,da comida preferida, o distanciamento livre de um olhar atirado,as lembranças tristes,amargas e também as lembranças alegres,”a saudade”,certamente,ali deve residir também...
Portanto,por estes e outros inúmeros motivos,religiosamente,ele mantém sua caminhada,pois que viver,mesmo que seja dificultoso em partes,sempre vale a pena,quando a alma não envelhece,quando em todo cuidado e esforço possível, tem uma forma encorajadora,de gratidão,pelas belezas vividas,e espalhadas ao longo de toda existência