Marcadores

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

A POSSIBILIDADE


Nunca fácil, porém,jamais impossível,o importante vem ao desvendar novos  caminhos,novas receitas,sem a eterna espera de receitas prontas,que alguém lá no fim do caminho,desenvolveu...

Muitas vezes atribuímos á juventude, a maravilhosa fase de se conhecer, de criar,de realizar,porém, esquecemos que na juventude temos outros focos,outros desejos, que ainda não foram conjugados com a experiência de vida, as coisas fúteis que dávamos importância ,hoje,não nos significam nada,nada temos para provar a ninguém,a não ser nos conhecermos e sabermos o que queremos e,a esta altura da vida,onde poderemos chegar...

Se vivermos mais,poderemos nos reinventar, para que não caiamos no grande marasmo da inutilidade,da improdutividade,mesmo que seja essa possibilidade, voltada a arte,entretenimento ou coisas assim...

A vida sempre é única,e espera de nós algo inusitado todos os dias,assim englobada,reiterada e enriquecida pelos remendos que consertam os eternos erros,portanto,somos passíveis de errar,seja em que idade for,pois só erra quem se mantém vivo dentro de uma atividade,onde seu contexto social se lapida,se interioriza,para depois exteriorizar novas sensações,novos crescimentos ao sol tardio do tempo,não importa,vamos entrelaçar,distribuir,plantar,colher,recolher e por fim,ainda entendermos esse ilustre desconhecido que habitou dentro de nós eternamente.

Aí,bem ao sol poente,vem a possibilidade,onde a correria dos dias,não nos requisita mais,onde o ponteiro do relógio virou um enfeite na sala de estar,onde o tempo retoca as lembranças,costura junto da saudade,aquilo que poderia ter sido,mas não foi,entretanto,a possibilidade,se mantém ainda e sempre,enquanto vida,ao alcance da mão.