Marcadores

terça-feira, 20 de outubro de 2015

REINVENÇÃO DA ESPERANÇA

Acreditamos que, para um crescimento interno, de fino e longo trato, se faz necessário vencer crises,extrapolar barreiras...
Jamais se conclama, um povo de raça ,quando mediantes os primeiros problemas,se pensam em abandonar,o caminho pela metade,sem ao menos tomarem conhecimento, do que se tem programado, para a reta de chegada.
Um povo,só é bem visto,autêntico,quando em totalidade,nenhum povo surrado pelas disparidades,pelas discrepâncias adquire respeito e honradez mediante outros países...
Quando nos identificamos como povo,respondemos pelos abastados, e também pelos miseráveis, que perambulam ainda lutando contra a fome,a miséria do corpo e da alma,os vícios,prostituições e outrem.
Maldade taxarmos como campanha política, matarem a fome, saciarem a sede de justiça,esses agravantes não podem ser deixados para amanhã,a fome do almoço,não espera o jantar,a sede de hoje,não se mata amanhã,infelizmente em nosso país,não podemos fazer de conta que não existe.
O que nos é constrangedor,esse individualismo gritante contra tudo ,e contra todos,porém não aparece ninguém que amealhe essa situação,sabendo que, em qualquer outras circunstância,seria inevitável...
Sejamos patriotas sim,façamos uma oposição, que contribua para com o país,pois ao que se denota, é que todos gritam ,protestam,mas não apresentam nenhuma solução,quando temos aberturas para fazer isso.
A esperança precisa ser reinventada, dentro do entendimento, de cada cidadão brasileiro,mesmo que esse seja o mais ínfimo e desapoiado dos seres.
Esperança é vida,é comida na mesa,emprego decente,e uma educação de responsabilidade.