Marcadores

segunda-feira, 15 de junho de 2015

VIDA DE CÃO

Eu já ouvira alguém comentar á respeito, mas achei que não passava de um lapso de visão, e, como São Tomé, fiquei perplexa diante da cena que desfilou ante de meu olhar, mesmo porque já havia sido advertida sobre o fato.
Lá estava toda uma família, na fila do ganha pão.Era uma fila diferente, onde o pai caminhava na frente empurrando um desses carrinhos de fabricação caseira, logo depois numa fila tipo indiana, mais dois filhos, a mulher, todos sobrecarregados de materiais recicláveis.Eu não sei porque, ou melhor, até sei, toda vez que olho para um coletador de lixo, tenho a sensação de estar diante da grandeza do ser humano e mais ainda dos catadores de materiais recicláveis, onde vez ou outra, sempre procuro estimulá-los dizendo:- Tenha força e coragem, você será o grande empresário do futuro!Bem, mas voltando ao assunto, essa família que vive em extrema pobreza, divide suas agruras com mais dois cães.
Estes também fazem as caminhadas pelas ruas, em busca de materiais recicláveis junto á família de seus dono.E o interessante, é que um dos cães, carrega com a boca, uma sacola com materiais, dando assim seu quinhão de colaboração.

Pois é,são os animais ainda provam que a maioria dos humanos, deixam muito a desejar.