Marcadores

segunda-feira, 15 de junho de 2015

NOTAS VERMELHAS

 Cada nota vermelha no final do bimestre implica em um bom tempo de sofrimento e frustração para o professor que vem dando o melhor de si para tentar ensinar em vão. O que se nota, salas cheias, superlotadas e muito trabalho, cansaço, tudo em vão. Geralmente, recebe-se uma receita pronta, elaborada esta há décadas de puro fracasso. Vemos que de vez em quando, verdade ou não, aparece uma escola pública com um método que deu certo.
Pois bem, aí se nota ousadia no plano, criatividade e autonomia.
Como despertar interesses em jovens que já nascem massificados e parece que o sistema, classifica-os como pessoas iguais, feitas em séries?
Usando antigo chavão...
Nenhum hospital consegue se sobressair, nem seus médicos, deixando parte grande de seus pacientes morrerem. Se um remédio não surte efeito, substitui-se por outro.
Também o aluno precisa entender que ele não vem à escola para ser aprovado sem saber, ou simplesmente ser reprovado.
É necessário antes de tudo, a ajuda e a conscientização dos pais que devem estar cientes que a parte mais importante nesse processo compete a eles.
O que é importante para o filho?Passar sem saber nada?Reprovar?Ou ganhar tempo na vida destinando-o, dirigindo-o, conduzindo-o e se disciplinando, a saber, separar bem as coisas.
Estudos, família, diversões.
A escola como mediadora tem autonomia sim de poder ousar.
Aluno copista é palavra da moda, mas não podemos nos esquecer que se o texto for interessante, ele copia lendo, e copiando estará aprendendo a escrever melhor, e lendo estará interpretando.
De nada adianta a imposição de poluição de letras, livros e mais livros para lerem.
Sem que os desperte a esse gosto, tudo estará fadado ao fracasso...
O gosto pela leitura, se desperta aos poucos, com um texto interessante, um poema, e juntamente dos mesmos, trabalhando levemente a gramática. E por fim entendermos que a progressão continuada foi elabora para isso, e interpretada erroneamente pelo sistema.
O aluno precisa sim passar por avaliações, mas ele precisa também, ter a responsabilidade de realizar os conteúdos do dia, e serem supervisionados pelos pais.
A Escola poderá mudar seu quadro e sair das notas vermelhas, o que implicará certamente numa aprendizagem, onde alunos escrevendo mais, escreverão melhor,lendo e interpretando mais,,estarão ao sair da escola, munidos de uma alfabetização mais satisfatória.
O professor certamente,depois de um tempo perceberá que ele apenas estará orientando nas aulas,mas quem deve trabalhar os conteúdos são os alunos,isso fará com que se diminua o estresse provocados por alunos que desocupados ficam á margem das aulas,atrapalhando o andamento destas.
Os adolescentes têm muitos direitos sim!
Entre eles está o direito de crescer em sabedoria e aprendizagem.