Marcadores

terça-feira, 16 de junho de 2015

NOSSOS PERTENCES E O "MEIO"


Tudo que nos cerca, seja elaborado pelas mãos dos homens ou oferecido diretamente pela Natureza, nos pertencem, mas com uma única finalidade que é proteger.
As pessoas que desenvolvem o espírito de proteção, também serão protegidas de toda sorte de coisas,pois têm a energia da proteção,da construção como reciprocidade sempre.
 Terão sempre fartura e abundância porque a vida estará sempre do lado delas
Observemos como é difícil navegar contra a correnteza,amemos as coisas ao nosso redor e cuidemos com todo carinho que elas merecem, pois elas nos favorecem,assim nos faremos merecer sempre o melhor.
Nossos materiais escolares, nossa escola, mesas, cadeiras, carteiras, são nossos objetos que facilitam nossa vida intelectual...
Imaginemos ficarmos sem eles?
Então, são dignos de todo nosso cuidado e respeito.Cecília Meireles, num de seus poemas diz que desde muito cedo, os livros lhe deram casa e comida...Isso é uma verdade inegável. São esses livros, carteiras, mesas, cadeiras, paredes, enfim tudo que nos cerca aqui na escola, as armas da paz, da fartura e da abundância em nosso futuro.
Eles nos trarão o retorno exato e matemático do que lhe dedicamos agora...Podemos constatar que não existem depredadores bem sucedidos, porque o Meio sempre dá o retorno de acordo com o trato e cuidado que recebe.
Atitudes positivas geram retornos positivos!
 Seja qual for a religião o que importa realmente são as atitudes. O Meio está sempre disposto a atender os apelos de cada ser.
Façamos coisas boas!Isso denotará que somos seres do bem,logo,coisas boas virão ao nosso encontro porque nós as plantamos.
.A oração das atitudes é perfeita. É a oração mais pura e limpa que se possa existir.
Cuidemos com carinho de tudo que nos cerca! As coisas também são nosso próximo, por estarem sempre perto.
Próximas de nós!Essa é a maneira correta de nos amarmos e amarmos tudo e todos.
Jesus Cristo quando resumiu os dez mandamentos em dois, sintetizou a essência do bem viver, da felicidade.
Ame a Deus e por amor a ele, ame a tudo e a todos que estejam em tua proximidade...
Concluindo,..
Ele não falava de amor passivo,mas sim amor delineado de atividades, que tornam o mundo melhor.