Marcadores

segunda-feira, 15 de junho de 2015

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

Dar a luz é uma das coisas primordiais incumbidas á mulher.
É dar continuidade á vida, é perpetuar nossa espécie.
Os animais também o fazem.
No entanto, se observarmos a Natureza, os animais obedecem, por ordem natural das coisas, o tempo de procriação e perpetuação das suas espécies.
Isso implica em os pais estarem aptos, a criarem e ensinarem os filhos a se defenderem até poderem caminhar sozinhos e de novo segue-se o mesmo ciclo.
Nada os vai perverter, nem corromper uma vez que os pais lhes passam aquilo que receberam dos antecedentes.
Em se tratando da raça humana, filhos exigem muita responsabilidade e cuidados.
Existe uma série de coisas e fatores que podem interferir na formação do caráter e personalidade dos mesmos.
Adolescer, do latim, é adoecer, fase delicada pela qual todo ser humano passa.
Uns de maneira mais tranqüila, porém outros mais agitados.
Os pais, nesse momento precisam estar acompanhando essas mudanças.
Por isso, gravidez não combina com adolescência.
Adolescentes ainda não estão preparados para isso.
Mas infelizmente, existem uns grandes números jovens adolescentes que contraem paternidade e maternidade, sem ao menos estarem aptos a encararem e entenderem a vida ainda.
Daí resulta filhos criados por avós e muitas vezes sem a presença dos pais, que seria muito importante na vida deles.
É preciso que os jovens tomem cuidado nas decisões mediante a qualquer atitude, e não transformarem seus momentos impensados em vidas que pedem responsabilidades.
É importante que as meninas e meninos conversem com seus pais e estes orientem os mesmos.
O diálogo, mais uma vez é de suma importância e que os pais despertem sentimentos de paz, harmonia e confiança em seus filhos.
Voltando um pouco, ensina-se mais com atitudes do que com palavras, descubramos isso com a ordem natural dos seres que fazem parte da Natureza.