Marcadores

terça-feira, 7 de abril de 2015

ABORRECIMENTO

Jamais lamentemos uma situação constrangedora, a qual não dependeu de nós, mas sim, aquela que advém de outra pessoa, de outra circunstância...Reivindicar direitos, e respeito, é de nossa “responsabilidade”,porém que saibamos fazê-los...
Descubramos onde esse fato, esse desagradável possa interferir, no desfecho dessa história, de maneira positiva em nossa vida, e na vida da outra pessoa também...
Vivemos repetindo sempre, que a vida é a grande escola, portanto, devemos nos colocar também, dentro desse contexto, que saibamos aprender com o aparentemente, desagradável...
Como isso se da?
Em primeiro lugar,fazendo uma avaliação,onde houve falha de nossa parte,onde houve de nossa parte,contribuição inconsciente,inocente talvez,mas que colaborou para esse fato...
Á partir daí, se observarmos, como na vida, temos necessidade, de repetimos sempre as mesmas ações, no que tange,tanto no plano material, como no espiritual, que são comprar,vender,estabelecer relações afetivas incondicionais,no dia  a dia,certamente,não vamos repetir o mesmo equívoco...
Depois do desagradável, vem a etapa vencida, a aprendizagem, e a sensação amena que esta proporciona, quando reconhecida e transformada , aborrecimento em conhecimento...