Marcadores

domingo, 25 de janeiro de 2015

MEIO

Desde os primórdios das civilizações, a vida sempre foi o centro de tudo.
E tudo caminhou, houve encanto, porque a vida se fez presente.
Mas parece que o homem preferiu só pensar, e não enxergar o obvio, talvez até por pura vaidade.
Sejam bem vindas as religiões, mas elas não podem fugir da essência.
Essa engenharia perfeita que só funciona em rede, que nitidamente, cientificamente, mostra os vestígios de um “Ser Único” que elaborou tal engenharia perfeita.
Onde a competição extingue, cooperação cria, enobrece.
Deus está em tudo que cerceia, em tudo que é vida, ou favorece a vida.
Cabe á inteligência criadora que mora dentro de cada ser racional, analisar como tem tratado o próximo, ou, as proximidades.
Estamos á porta do céu, pedindo através de nossas atitudes, que o planeta revide...
Mesmo sem querer, sem pensar, sem analisar vamos estupidamente, nos mantendo desacreditados desse amor e pondo créditos no celular...
Faz-se necessária, nossa consciência de preservação do “Meio” que nos serve, que nos é sinal de vida.
Matéria prima tem essa chave ,que girando de lado oposto, nos colocará em pânico,portanto somos grãos de areia,mas que formamos um universo capaz de reconstruir,é só voltarmos pelo mesmo caminho que foi trilhado até aqui,recriando e consertando os erros.