Marcadores

domingo, 17 de março de 2013

APRENDAMOS A PROSPERAR

Talvez isso possa passar desacreditado, uma vez que podemos achar que é muito tarde para isso,ou mesmo porque descendemos de famílias humildes e que nunca prosperaram,pois aí é que está a grande chance que gerará prazer,satisfação e também pode servir de espelho para que outras pessoas de nosso meio ou convívio também prosperem.
O primeiro passo,sempre é o mais importante,mas é necessário que façamos algumas transformações em nossa vida no que tange ao âmbito psicológico,e essa mudança tem muito a ver com cuidados,organizações e acima de tudo,descubramos em nós a alegria e a satisfação em poder ajudar outras pessoas também a prosperarem.
Ao abordarmos esse tema,exatamente pensemos em pessoas que não são prósperas ainda,ou em pessoas que não conseguem,com o que ganham,estabelecer uma organização entre entrada e saída de dinheiro dentro do orçamento familiar,aí entra o valor,a quantidade,que exatamente pode nos proporcionar,além da tranqüilidade,a prosperidade num espaço de tempo bem curto .
Para isso é necessário que tracemos nossa meta,que em primeiro lugar,é nos livrarmos das dívidas,se as contraímos,ressalto aqui,que não considero dívida a aquisição de bens duráveis,aqueles bens que vão aumentar nosso patrimônio,mas considero dívida aquelas compras que não nos trazem benefício algum,apenas dívidas.
Viver bem é necessário,comprar o que gera satisfação também,e nossos vestiários e calçados não podem estar incluídos na lista de quantidades,mas sim,qualidade.
Jogamos nosso dinheiro fora quando compulsivamente adquirimos roupas e calçados que só vão amotinar nossos armários,ocupar nossos espaços,em suma,causam sempre um certo estresse,produtos adquiridos e não usados.
Então,ventilemos nossos armários desocupando espaços.
Deixemos apenas aquilo que realmente fazem parte de nosso dia a dia...Também ventilemos nossa cabeça,nos reeduquemos com a concepção de que valemos pelo que somos e não pelo que aparentamos ser.
Essa concepção da aparência é que empobrece e endivida as pessoas.
Partindo desse princípio,é provável que tenhamos meio caminho andado rumo á prosperidade,e quando começamos a nos libertarmos,mudando nossa visão de mundo,organizando nossos gastos,obviamente já começamos a ter indícios de prosperidade e uma luz de esperança clareia para que atinjamos nosso objetivo tão sonhado,que seja uma casa,uma viagem,ou simplesmente viver livre das dívidas.
Entendamos que o melhor tempo para que coloquemos nossos projetos de vida em prática é sempre o agora.
Não importa a idade que se tenha,e muito menos ,se o que ganhamos é muito ou pouco,importa mesmo é que montemos um esquema e dentro deste,organizemos nossas compras,passeios e outrem,a partir daí façamos nossas reservas.