Marcadores

sábado, 24 de novembro de 2012

SENTIR PENA DEMAIS

Pena,dó,é um sentimento considerado do bem,embora discordemos que sentir pena o tempo todo,seja benéfico a outrem...
Sentirmos pena é quando muitas vezes nos sentimos impotentes diante de situações as quais não conseguimos mudar,acreditemos então,a pena estar associada ao sentimento de culpa...
Muitas vezes nos sentimos culpados por estarmos numa situação privilegiada em relação á uma pessoa que amamos e por conta desse sentimento, vem o sentimento de pena, dó...
No entanto, ás vezes mediante insight, nos damos conta de que estamos sendo sabotadas, quando sentimos pena de tudo e de todos,quando colocamos sobre nossos ombros a culpa de tudo que não deu certo,de tudo que não resultou em sucesso,seja numa relação amorosa,familiar,ou numa amizade...
Existem pessoas que sabem como tirar vantagem de quem sente pena de tudo, e aqui deixando bem claro, tais pessoas não têm pena de ninguém, usa desses subterfúgios
em seu próprio benefício,vendo nesse tipo de sentimento uma fraqueza por parte de quem o sente.
Acreditemos sim,nas pessoas de bem,e que o sentimento de piedade e pena está escasso no meio em que vivemos,mas por outro lado,é importante que harmonizemos nossos sentimentos e que estejamos sempre atentos aos nossos atos,nossas palavras...
Aprender a dizer não, é uma virtude tanto quanto dizer sim, pois Jesus Cristo numa passagem do evangelho cita... Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno. (Mat 5:37).
Decisões importantes não podem ser tomadas por sentimento de pena ou piedade, mas sim, pelo que se faz necessário.
Descubramos que dentro de nossa essência estão as respostas mais acertadas em torno daquilo que mais primamos, que mais buscamos na lapidação do bom caráter, da boa índole...
E que embora no começo seja meio difícil, mas é uma questão de honra conosco mesmos, reivindicar o que nos pertence no que tange á atitudes de respeito, moral, dignidade e honestidade...
Ficar engolindo o que não nos convém por uma certa comodidade, por pena ou compaixão, vai aniquilar-nos,vai desestabilizar nossa felicidade...
Descubramos a cada dia como sermos melhores, no entanto, que sejamos prioridade sem individualismo, mediante essas descobertas...
A vida é um presente a ser vivenciado sempre como uma aprendizagem, ás vezes demoramos anos e anos para termos  esse insight,noutras vezes constantemente estamos pressentindo coisas que nos aborrecem,e por uma falsa comodidade,não nos indispomos contra nós mesmos e não viramos o jogo...
E a pena demais é um entrave na vida de qualquer pessoa de bem, pois ela abre caminho para oportunistas se beneficiarem disto...
Filhos não precisam sentir pena dos pais, é muito mais gratificante que sintam orgulho, pais não precisam sentir pena dos filhos, que os tenham criado de maneira a sentirem orgulho dos mesmos...
Uma família vive em paz quando há harmonia de sentimentos, quando todos se livram dos entraves das penas e dós, quando todos assumem estar no lugar que exatamente escolheram...
Quando um relacionamento termina sem pena, pode fluir uma amizade mais sincera, onde ambos poderão descobrir o que tinham de melhor, e este vai permanecer...
É importante que não confundamos falta de pena, com falta de reconhecimento, com a prática da ingratidão...
Estamos abordando o exagero de pena que leva pessoas ao sofrimento sem que essas se dêem conta de que estão se culpando o tempo todo, por coisas que não têm culpa alguma...
A ingratidão é um desvio de caráter, é falta de sensibilidade e nada tem a ver com o assunto em pauta.
São dignos de pena e dó pessoas, animais, crianças que se encontram em situações dignas e merecedoras de tal sentimento.
Porém,não alimentemos vícios e defeitos de outrem,com nossas hipérboles mal direcionadas...



..