Marcadores

quarta-feira, 11 de julho de 2018

A CARIDADE


Muitas vezes nos prendemos á palavra caridade ligada àquilo que excede de nós e doamos a quem necessita...
Maravilha, isso é caridade sim!
“Tive fome me deste de comer, tive sede me deste de beber, estive nu e me vestiste”
Mas acreditamos que a nível mundial, a caridade vive passando longe de nós, mesmo porque quando alguém excede exageradamente, na verdade deve estar tomando de quem vive na miséria.
Temos um pensamento comum, ainda nos orgulhamos daquilo que tendo demais ostentamos, mas  na verdade, quando nos colocamos no lugar do outro, nos sentimos pequenos e insensíveis.
É maravilhoso poder doar, é triste precisar de doação, quando vivemos em sintonia em cadeias de vidas, devendo respeito a todos os seres animados e inanimados, pois estes, sem ostentar caridade nos abastecem com tudo aquilo que é essencial á nossa vida.
O intento vale para toda população do Planeta, mas infelizmente grande parte vive na miséria, sem receber o seu quinhão.
E porque isso acontece?
Praticar caridade, segundo o evangelho, é uma das virtudes que mais nos elevam a Deus, portanto ela vai muito além de oferecermos um prato de comida, um agasalho que não usamos mais, a caridade se estende e nos convida a nos colocarmos no lugar do outro.
Nossa constituição humana, jamais diverge quando determinada pessoa é desprovida ou abastada do poder aquisitivo, sócio, cultural, mas mesmo assim, continuamos nos achando melhores, por causa da nossa falta de caridade compreensiva.
Quando em livre arbítrio, aniquilamos uma terceira pessoa com nossas invalidações, calúnias e difamações, essa deve ser a pior falta de caridade, porque tendo oportunidade de não arremessar o outro no descrédito, o fazemos.
Dentro de tanta complexidade no entendimento da caridade, tenhamos em mente que, quando sentimos nossa alegria na alegria do outro, estamos sendo caridosos, quando sentimos tristeza na tristeza do outro ,também.
É ás vezes muito difícil praticar a caridade, somos repletos de defeitos, portanto caímos nas ciladas opostas, mas que aprendamos a nos levantarmos, nos arrependermos e recomeçarmos, isso fará toda diferença em nossa vida.