Marcadores

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

FUGINDO DA IMATURIDADE

É essencial que fujamos da imaturidade,seja em que estancia da vida for, a maturidade precisa seguir seu curso de acordo com a idade.
A imaturidade em determinadas pessoas,soa como o medo de envelhecer, então a pessoa imatura, se prende a puerilidades, passa a ver na vida, apenas aquilo que ela quer,o que ela pode ostentar,e não o que realmente na vida,vai lhe fazer bem.
Maturidade é o grande presente do tempo...
A maturidade independe da idade, vemos pessoas em idade tenra, maduras e vemos pessoas idosas e imaturas, ter maturidade consiste em se organizar-se,física,financeiramente e psicologicamente.
Ser feliz, viver o lado bom da vida todos nós queremos, portanto existem circunstâncias, em que não podemos, e todas as vezes, que fazemos aquilo que apenas queremos, mas não necessitamos, estamos sempre lesando alguém ou a nós mesmos...
A pessoa imatura enxerga sempre o próprio umbigo, jamais se importando se outras pessoas, em face de sua inconsequência, se privam de necessidades, isso geralmente acontece dentro das famílias, sendo esse fato inerente a qualquer um dos membros, tornando pesada a subsistência de outros.
A tendência do tempo é tornar as pessoas experientes e maduras, portanto, infelizmente, existem pessoas, que se agarram a imaturidade e apenas envelhecem, jamais se tornando sábias, organizadas e cuidadosas.
A pessoa imatura tem seu conceito de felicidade, geralmente gosta de viver sem sacrifícios e para isso manipula o resto da família em seu próprio benefício, e o pior, sempre se fazendo de vítima, sempre culpando alguém pelas excêntricas tomadas de atitudes.
Sabemos que muito dinheiro é bom, entretanto, se gostamos, precisamos fazer jus ao nosso gosto, ao nosso querer, que consiste em não gastar demasiado, para satisfazemos nossos quereres, sem lesarmos o sacrifício de ninguém.
Isso também tem muito a ver com o caráter da pessoa, a maneira com que esta encara o mundo, sendo que muitas vezes nem faz por mal, faz porque jamais desenvolveu o senso de ridículo, e ainda se porta como se fosse a pessoa mais honesta do mundo.
Estamos nesta vida de passagem, e o crescimento espiritual, infelizmente independe de outras pessoas incutirem dentro de nós, crescer espiritualmente implica em colocarmos luz em nossa visão e a partir daí, nos tornarmos pessoas melhores.
A pessoa imatura é superficial, sem conteúdos, bajuladora e geralmente falta com a verdade dentro dos princípios éticos do meio em que vive.
Contudo nunca é tarde para o amadurecimento, a pessoa imatura no fundo, é uma pessoa muito infeliz, desertada de amor próprio, jamais sentindo o gosto da conquista, do prazer de realizar, de tomar uma atitude que vá lhe beneficiar sem manter-se grudada como vírus hospedeiro, naquilo que outros realizam.