Marcadores

sábado, 23 de março de 2019

ALEIVOSIA_DO LIVRO_INVALIDADORES

Ás vezes, me parecera assustador, quando a grosso modo fôramos avaliados como povo contemporâneo,porém,vendo filmes bíblicos, lendo livros antigos , vira quanta maldade espalhada no meio da humanidade rica, e quanta crueldade e humilhação, com os pobres.
Mesmo observando, ou percebendo que houvera uma mudança, sendo a humanidade contemporânea convencida, de que tudo pode, e sabe, a educação em sua integridade deixara muito a desejar, quando ainda arrastara, os resquícios todos do passado.
A perversidade narcísica, parecera ter crescido junto com o índice populacional, um ódio amargo e frio, que viera permeando multidões, e se Jesus Cristo voltasse nas mesmas condições, obviamente seria novamente rechaçado.
Ninguém quer ouvir nada, que não seja positivo, ou sexual, uma palavra sem nexo usada para discernir a felicidade.
A prática constante e variante do sexo,sem amor, faz de qualquer ignorante um herói,esquecendo que este, em nada se diferencia dos animais.
Ao deparar-se com adversidades da vida, esses seres, são incapazes de dar a volta por cima, sem muito escândalo.
A vida aqui no plano terreno, é quase um tipo de expiação, onde depois realmente se volta para a casa, ou não, dependendo do grau de evolução, de acordo com as atitudes.
Jesus Cristo deixara o amor explícito  entre os povos, fora o mandamento que sintetizara a nossa existência em perfeição, mesmo sendo adversos e tão limitados.
 Muitas vezes o amor ensinara a transpor as barreiras humanas, quando a consciência toca a dimensão do divino.
Amor,por si só,uma parte narcísica da população rechaça.
O amor,para estes, precisa vir recheado de interesses,posses e suprimentos financeiros.
Quando estamos sob a mira dos invalidadores,somos descartados como lixo, são invalidadas nossas virtudes, e somos trocados pelo oposto.
Que importância isso pudera ter, quando passáramos a entender todo esse processo, quando na verdade, a invalidação narcísica, busca no outro, apenas suprimentos para clarear a escuridão, onde uma razão opaca e incapaz habita.
Voltando ao meu interior, reafirmara para aquela criança, mais uma vez abandonada, que eu a amara, que a luz divina, principalmente nesse momento tão importante esclarecera sua essência.
Entendera também, que através da dor da aparente perda, uma nova bagagem adentrara a existência trazendo vitalidades renovadas, e fechando antigos ciclos.
 Ciclos estes,quando muito me desgastara aparentemente, mas em síntese,  me pusera mais forte, e sábia também.
Foram dias de sofrimento e ansiedades, que eu carregara ,desertada de qualquer palavra amiga e animadora, porém  a voz da perceptiva consciência, livremente, me trouxera de volta.
Existem seres, que jamais vacilam em magoar, entristecer com aleivosias cruéis,porém fintando serem os melhores do mundo, mesmo porque necessitam dessa máscara.
A máscara, que o narcisista coloca, cega, ludibria, e dribla uma multidão, porém enfraquecem mediante a empatia.
A luz da verdade tende e precisa vencer essa batalha travada, entre a mentira e a verdade.
Abarcando a mentira, obviamente a consciência sempre desviara da luz, importante que a escuridão da mentira, mediante a luz da verdade, sempre  expressa, para que fim veio.
O bom coração, ama a verdade e sabe reconhecê-la, mediante uma resma de asseverações falsas.
Embora tal reconhecimento, sempre fazendo sofrer muito, quando jamais pudera dividir o pressentimento, mas por outro lado, glorificara e agradecera tal bênção .
Quando reencontrado o caminho da paz, as invalidações já não nos pertencem mais, mesmo ás vezes, sendo muito difícil suportar certas insinuações, e também interrogatórios.
 Estes, são efeitos colaterais que  grotescamente vivem rondando , mediante a mentira esparramada,porém,aos poucos novamente a luz da verdade liberta.